16 de fevereiro de 2014

O MEI Vai Realmente Te Ajudar Em Seu Negócio De Lembrancinhas?

MEI - Veja aqui se você está realmente no momento certo de se formalizar.


Este post vai tirar todas as suas dúvidas sobre o MEI, de uma vez por todas. Preparamos um resumo super especial, de fácil entendimento, com explicações simples e diretas sobre o programa de formalização do Micro Empreendedor Individual.

O MEI ou Micro Empreendedor Individual foi criado pelo governo brasileiro, em 2009, com o objetivo de formalizar os pequenos empreendedores como Barbeiros, Ambulantes, Manicures, Autônomos, Mecânicos, Bombeiros, Eletricistas, etc. Enquanto não existiu o MEI todos estes microempresários trabalhavam na chamada “informalidade”.

"- O que significava isso?"

O governo e prefeituras não sabiam que estes profissionais existiam e não havia nenhum controle sobre suas atividades e, principalmente, sobre seus ganhos e lucros. Como conhecemos bem o nosso país e governantes, esta foi uma forma de aumentar a arrecadação de impostos de nós, brasileiros.

Se você pensar bem, já são quase 4 milhões de profissionais que se formalizaram desde a criação do programa. Imagina a arrecadação destes impostos, todos os anos. Pois é, aí está um dos interesses do governo.

Fazendo uma conta bem bruta, seriam: 4 Milhões X R$ 37,00 = 148 Milhões de Reais por mês.

Quem diz que o governo é bobo? Não é mesmo!

De qualquer forma, a formalização pelo MEI também trouxe suas vantagens para os microempresários como a contribuição para o INSS e a possibilidade de crescimento pelo fato de receber um CNPJ e poder atender a empresas e não somente as pessoas físicas.

“- Ah, tudo bem, mas ainda não entendi estas vantagens, me explica melhor?”

Claro, estamos aqui para isso. Te ajudar.


Para que serve o MEI - Micro Empreendedor Individual?


Vamos lá:

Vamos pegar o exemplo do Zé, eletricista, 35 anos, que costuma chamar o Manoel para ser seu ajudante de serviços.

Até o ano passado ele ainda não era formalizado, quer dizer, ele atendia seus clientes no boca a boca (como a gente conhece né!), até criou seus cartõezinhos de visita que costuma distribuir pelos prédios e lojas de seu bairro.

O problema é que o MEI foi criado em 2009 e, portanto, já se passaram cinco anos sem que o Zé fizesse parte do programa.

Já são 15 anos trabalhando no ramo, mas nem como autônomo ele se registrou. E, no decorrer destes 15 anos o Zé se casou, fez família e algumas dívidas. Praticamente nunca conseguiu guardar um dinheirinho e nem sequer fez uma previdência privada. Sem contar que ele ainda precisa pagar os serviços de ajudante do Manoel.

Se o Zé tivesse entrado para o MEI em 2009 ele já teria contribuído para o INSS por cinco anos. Ele e o Manoel, já que o MEI pode ter até UM funcionário de carteira assinada.

Isto quer dizer que ele precisaria de mais 30 anos trabalhando para se aposentar e começar a receber o seu INSS.

Maaaaaaaasssssssssssss,

Como o Zé não fez o MEI em 2009, vai ter que trabalhar por mais 35 anos para poder se aposentar oficialmente, pelo INSS, e receber sua renda de aposentadoria.

Contando que ele já trabalha há 15 anos na informalidade... 

Que tristeza, não? 

Por não pensar no futuro e não levar a sério a sua profissão, ele vai ter que trabalhar por 50 anos até se aposentar.

Praticamente não vai poder parar de trabalhar!

Sem contar que, se o Zé fica doente, vai deixar de trabalhar e não vai receber nada por isso. Com o MEI você tem direito ao auxílio doença. Se ficar doente o governo banca o seu tempo em casa (vide lei trabalhistas).


Quando devo me formalizar como empreendedor individual?




















Se você depende exclusivamente do seu negócio próprio, é a sua única fonte de renda e você não pretende mudar isso, formalize-se ONTEM pelo MEI. Você fará contribuições para o INSS que lhe renderão uma aposentadoria menos apertada.

Com o MEI, você também já desconta o imposto de renda todos os meses, ficando com toda a sua situação regularizada. Você vai trabalhar em paz por bastante tempo. No início de cada ano, você fará uma declaração de imposto de renda, da sua empresa, muito simples, muito mesmo, só para confirmar os seus ganhos durante o ano. 

Ela é feita no próprio site do MEI.

Resumindo: Se você sobrevive do seu negócio, neste caso um negócio de +lembrancinhas, ele é a sua única fonte de renda, então você DEVE se formalizar com o MEI imediatamente. Se o seu negócio de lembrancinhas não é a sua principal fonte de renda familiar, mas você quer uma aposentadoria sua no futuro, um complemento para a renda da família, recomendamos, também, que se formalize o quanto antes.

Além da aposentadoria, o MEI conta com auxílio doença e salário maternidade!

No começo do seu negócio esta é a principal vantagem do MEI. Você já estará contribuindo com INSS, para receber uma aposentadoria no futuro.


Qual a importância do CNPJ e Nota Fiscal?


Outro benefício do MEI, que deve ser analisado por você, é o fato de você poder assinar contratos e fornecer os seus produtos para empresas.

Como assim?

Lembra do Zé, eletricista?

Então, certa vez um cliente particular dele, que é dono de uma construtora, o convidou para fazer a instalação elétrica de todos os apartamentos de um novo edifício.

"- Uaauuu! Seria uma excelente oportunidade e um bom dinheiro por bastante tempo."

Maaaaaaaaasssssssss,

O Zé não pode assinar contrato com a empresa porque não tinha CNPJ, não era autônomo e não emitia nota fiscal.

Oportunidade perdida!



















Todas as empresas, formalizadas e sérias, precisam ter todos os registros de suas compras e vendas. É esse controle que garante o recolhimento de impostos, benefícios e tudo o mais. Sendo assim, estas empresas precisam receber notas fiscais em suas compras para poder justificar e comprovar os gastos realizados no decorrer do ano.

Portanto, para as empresas que compram brindes para dar aos funcionários ou para seus clientes, precisam receber a nota fiscal da sua empresa, ao fazer estas compras.

"- E quem pode emitir nota fiscal com CNPJ?"

Isso aí, o MEI.

Se você estiver formalizada, já terá um CNPJ e poderá fazer aqueles bloquinhos de nota fiscal, com os dados do seu negócio.

E assim, começa a vender para outras empresas e com certeza seus lucros aumentam consideravelmente já que os pedidos de empresas costumam ser em grandes quantidades.

Maaaaaaasssssssssss,

Antes de se empolgar e pensar no atendimento a empresas e grandes vendas, responda as seguintes perguntas para confirmar se você pode fazer isso:

  • Eu quero vender para empresas?
  • Eu tenho capacidade de produzir grandes quantidades? (500, Mil, 2 Mil unidades)
  • Eu já tenho contatos de empresas para oferecer meus produtos?
  • Os meus produtos atendem o mercado de brindes empresariais? (Leia nosso artigo sobre a diferença em brindes e lembrancinhas.)
  • Eu tenho capacidade de embalar e entregar grandes quantidades?


Se a reposta for “NÃO” em alguma destas questões, então esqueça a venda para empresas e mantenha o foco no seu mercado e seus clientes particulares, chamados “Pessoa Física” ou PF.

Eventualmente você poderá fazer vendas para empresas menores, com quantidades razoáveis, desde que você entre em acordo sobre prazos e entregas. Isso é muito importante.


Até onde posso ir como Micro Empreendedor Individual - MEI?


Ao se registrar como MEI você concorda que fatura, no máximo, 60 mil reais por ano. Quer dizer, temos uma margem de ganhar até 5 mil reais por mês e ainda continuar na categoria do MEI. Depois disso (e você vai chegar lá!) vem as classificações de Micro-Empresa, Pequenas e Médias Empresas, Etc.

Ao se registrar como MEI, seu único custo mensal será de R$ 37,20. 

"- Só isso, mais nada!"

Se este valor não pesar no orçamento do seu negócio, então formalize-se!

Você ainda pode se cadastrar em duas atividades, uma principal e uma secundária. Nós, quado fizemos o MEI, optamos por "Comércio varejista de artigos de papelaria" e na secundária "Comércio varejista de suvenires, bijuterias e artesanatos".

O MEI é rápido, você faz na hora, e já recebe o seu CNPJ em questão de minutos. A partir deste momento você já é considerada uma EMPRESÁRIA, oficialmente.

Então, vale muito a pena.


E aí, ainda tem alguma dúvida sobre o MEI? 
Compartilhe conosco abaixo e faremos de tudo para tirar suas dúvidas! Comente.





como fazer lembrancinhas personalizadas

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Real Time Web Analytics